Paraíba

Zé alfineta Santiago e não crê em reeleição de Wilson Filho

2O ex-governador e presidente estadual do PMDB, José Maranhão, voltou a criticar, nesta quinta-feira (15), o ex-senador Wilson Santiago (PTB), que recentemente deixou o PMDB para presidir o PTB na Paraíba. Maranhão criticou a tentativa de aproximação de Santiago com o governador Ricardo Coutinho (PSB), chamando-o de oferecido.

Indagado como analisava a postura do petebista para o pleito estadual deste ano e se aceitaria o retorno do ex-aliado para o grupo das oposições, Maranhão disse que tem que responder esta questão é o ex-senador, mas afirmou que desde o início da gestão do socialista Santiago se oferece para composição.
“Quem deve falar sobre este assunto não sou. Mas, desde o começo Wilson Santiago andou se oferecendo a Ricardo Coutinho e Cássio naquela época era aliado do governador e vetou, dizendo que ele deveria entrar numa fila, pois já tinha mais de 10 pessoas na sua frente”.
“Então, compete a Wilson fazer sua proposta ao comando das oposições, que seria a hipótese de reencontro para recompor com o grupo”, acrescentou.
Wilson Filho
Maranhão também alfinetou o deputado federal Wilson Filho (Filho de Santiago) dizendo não acreditar que o deputado consiga registro para disputar a reeleição, devido a Lei da Infidelidade partidária, já que trocou o PMDB pelo PTB sem nenhuma justificativa plausível.
“O PMDB é um partido fiel a Lei e a legislação vigente diz que aqueles que não obedeceram a orientação do partido poderão ser punidos com a perda dos mandatos. O PMDB tem sido generoso, tanto é que não questionou o mandato na Justiça. Mas, o Ministério Público pediu e dificilmente ele conseguirá se livrar desta punição, por que é a Lei”, afirmou.
Cristiano Teixeira – MaisPB

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios