Educação

Veja fotos do primeiro Dia das Mães celebrado no Brasil, em 1918

veja-fotos-do-primeiro-dia-das-maes-celebrado-no-brasil-em-1918.jpg.280x200_q85_cropDuas fotos amareladas pela ação do tempo são os únicos registros que restam do primeiro Dia das Mães celebrado no Brasil. A data festiva, hoje uma das mais rentáveis para o comércio, foi introduzida no país com um festa idealizada pela Associação Cristã de Moços do Rio Grande do Sul (ACM-RS) em 12 de maio de 1918, em Porto Alegre.

Quase 100 anos depois, são poucas as informações disponíveis no acervo da instituição sobre o que ocorreu naquela data. Sabe-se que a comemoração teve inspiração nos Estados Unidos e que foi “importada” pelo americano Frank Long, membro da ACM internacional que se radicou na capital gaúcha e veio a se tornar secretário-geral da ACM de Porto Alegre.

O local da festividade foi uma casarão da Rua da Praia, que abrigava a instituição à época, antes da inauguração da sede própria, hoje na Rua Washington Luiz. Mas o número de mães e filhos que participaram é incerto, assim como outros detalhes sobre a cerimônia. Fotografias da data mostram que as mulheres foram homenageadas com buquês de rosas.

“Acreditamos que foi o momento de um chá, em que as mulheres foram destacadas e presenteadas com flores. Um evento que enalteceu o papel da mulher como mãe”, explica a atual presidente da ACM-RS, Roseni de Oliveira Leal

Segundo a instituição, um ano depois, também por iniciativa da ACM, a comemoração do Dia das Mães foi levada ao Rio de Janeiro e logo depois para São Paulo. Em 1932, o feriado no segundo domingo de maio foi oficializado pelo presidente Getúlio Vargas. Quinze anos depois, o dia foi incluído no calendário oficial da Igreja Católica, contribuindo para sua popularização.

Na capital gaúcha, a tradição de homenagear as mães se manteve e foi ampliada dentro da instituição. Além de uma missa e de um chá, outra solenidade ocorre anualmente na Câmara de Vereadores, quando os membros da ACM fazem a leitura da história do feriado no Brasil. Roseni Leal conta que a data é cultuada com zelo pela associação.

“Desde a primeira vez, nunca deixamos de comemorar. Isso que, naquela época, a associação era pequena. Mas hoje cada unidade faz sua festa da maneira mais adequada à sua realidade”, diz ela.

Inspiração americana

A criação do Dia das Mães no Brasil foi inspirada pela iniciativa da americana Anna Marie Jarvis, que perdeu a mãe em 1905. Segundo os registros históricos, foi ela a responsável por promover, em 1908, uma data para homenagear as mães nos Estados Unidos.

A comemoração ocorreu entre os moradores da pequena cidade de Grafton, onde ela morava, e contou com o simbolismo de dois cravos, um vermelho e outro branco. O de cor vermelha era usado na lapela da roupa por aqueles cujas mães eram vivas. Já os filhos órfãos se apresentavam usando um cravo branco. A simbologia foi repetida pela associação cristã no Brasil e perdura até hoje.

Com a boa repercussão da data na comunidade, Anna lutou para que a celebração fosse reconhecida como feriado nos Estados Unidos. Em 26 de abril de 1910, o governador de West Virgínia, William E. Glasscock, acrescentou o Dia das Mães ao calendário de datas comemorativas do estado. Mais tarde, em 1914, o então presidente americano Woodrow Wilson formalizou a adoção da data em todo o país.

 

G1

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios