Destaques

Tião admite vaias em solenidade no Brejo e explica motivo

Tião-Gomes-deputadoO deputado estadual Tião Gomes, do PSL, admitiu, nesta terça-feira (11), que foi mesmo alvo de uma salva de vaias, no último final de semana, quando participava de solenidade do Governo do Estado no município de Pilões, todavia acusou a prefeita da cidade como pivô do ‘entrevero’.

Segundo o parlamentar, a gestora queria impedir que ele se pronunciasse durante a solenidade, mesmo o cerimonial do Estado já tendo confirmado espaço para que ele também discursasse durante o evento.

“O Governo fez o evento em Pilões e a prefeita não queria que eu falasse, alguns vereadores da base tentaram reclamar também então eu tive que esbravejar, eu tenho um temperamento forte mesmo”, disse.

Gomes disse ainda que só levou as vaias porque estas foram orquestradas pelos assessores da prefeita da cidade. “Vaia eu levei mesmo, porque os assessores da prefeita orquestraram, mas isso é normal, qual o político que nunca levou vaias? Dilma já levou, Cássio já levou, Ricardo já levou, eu já levei outras vezes, se houver um político que não suporte vaia, então que saia da política, a vaia faz parte do processo também”, disse.

O deputado retornou hoje aos trabalhos legislativos após um período licenciado.

ENTENDA

Conhecido por ter um temperamento explosivo, o deputado estadual Tião Gomes (PSL), que é um dos representantes do Brejo paraibano na Assembleia Legislativa da Paraíba, voltou a protagonizar mais uma confusão na sua trajetória política. Dessa vez o episódio foi registrado na cidade de Pilões, na tarde do último sábado (08), quando acompanhava o governador Ricardo Coutinho (PSB) em agenda administrativa no município.

Tudo aconteceu quando o deputado, que estava acompanhado do ex-prefeito Iremar Flor, tentava se aproximar do governador no palanque e teria chegado a empurrar o irmão da prefeita e o Secretário de Turismo do município, Márcio Andrade para ficar ao lado do chefe do executivo. Os vereadores João Filho e Edilson Mendes não gostaram da atitude e iniciaram um bate boca com o parlamentar. Os vereadores exigiram respeito do deputado, que se mostrou irredutível e continuou o enfrentamento.

Após o ‘entrevero’, Tião Gomes foi convocado pelo cerimonial do Governo para proferir discurso durante a solenidade e teria recebido uma vaia dos presentes. O parlamentar, no entanto, ignorou a intimidação e continuou discursando, sendo aplaudido por uns e vaiado por outros.

Gomes é um dos deputados tidos como fiel escudeiro do governador Ricardo Coutinho. Ele comanda às rédeas do PSL no Estado e conta com um espólio eleitoral de mais de 30 mil eleitores e deve disputar à reeleição nas eleições deste ano.

Márcia Dias

PB Agora

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios