Destaques

Taxa de homicídios cresce 100% e coloca 10 cidades do Agreste, Brejo e Curimataú no Mapa da Violência

A taxa de homicídios registrada em dez municípios do Agreste, Brejo e Curimataú paraibano cresceu 100% em três anos e colocou essas cidades no Mapa da Violência 2013 – Homicídios e Juventude do Brasil. Enquanto em 2009 essas cidades somaram 20 assassinatos, em 2011 esse número passou para 40. Algumas delas conseguiram reduzir esse índice. Outras, porém, mais que dobraram a quantidade de crimes ocorridos.

Foi o caso de Guarabira que passou de 9 homicídios em 2009, para 19 em 2011. Um aumento de 111%, de acordo com o estudo. Em 2010 a Rainha do Brejo registrou 18 assassinatos.

Bananeiras é um exemplo de cidade que oscilou o número de mortes violentas. Em 2009 foram 3 assassinatos. O número cresceu para 8, em 2010, e foi reduzido em 2011, quando foram registrados 5 homicídios.

Areia não registrou nenhum assassinato em 2009. Entretanto, em 2010 foram 5 mortes, sendo que em 2011 esse índice caiu para 2.

Solânea teve apenas uma morte violenta em 2009, nenhuma em 2010 e pulou para 2, em 2011.

Em Arara foram registrados 2 homicídios em 2009, 4 em 2010 e 3, em 2011.

Já em Cacimba de Dentro houve apenas uma morte violenta em 2009. Em 2010 o número se repetiu e, em 2011, foram 3 assassinatos.

Casserengue pulou de zero, em 2009, para 3 assassinatos em 2011. Em 2010 foi registrada apenas uma morte.

Remígio reduziu o índice nos três anos estudados. A cidade partiu de 3 assassinatos, em 2009, para 2 em 2011, tendo registrado esse mesmo número em 2010.

Serraria teve apenas uma morte violenta em 2009 e uma em 2011. Em 2010 não foram registrados homicídios no município.

Damião foi a única, das dez cidades das três regiões, que não registrou nenhum assassinato nesses três anos estudados no Mapa da Violência 2013.

 

Redação/Focando a Notícia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios