Destaques

”Tarado de Queimadas” pula muro de 5 metros e foge pela porta da frente da Máxima de Campina Grande

4O vaqueiro Leônio Barbosa de Arruda, de 22 anos, conhecido como “O Tarado de Queimadas” conseguiu pular um muro de 5 metros e fugiu pela porta da frente da Máxima de Campina Grande, na noite desta quinta-feira.

Leônio é réu confesso e responde pelos crimes de homicídio, tentativa de homicídio, 4 estupros, porte ilegal de armas, homicídio doloso, homicídio com ocultação de cadáver e roubo.

Informações preliminares dão conta de que Leônio, por ter bom comportamento, era considerado de confiança e trabalhava na cozinha daquela unidade prisional, tendo um livre acesso a determinadas dependências do presídio.

Relembre o caso

Leônio Barbosa foi preso após a Polícia Civil cruzar informações do caso de Ana Alice com um queixa de tentativa de estupro feita por uma mulher no município de Caturité. “Em outubro de 2012, uma mulher de 40 anos registrou uma queixa após ter sido levada por um homem que teria tentado violentá-la sexualmente. Na época, a vítima afirmou que o agressor desistiu do estupro após perceber que ela estava menstruada e a abandonou em uma vala”, explicou. A mulher de 40 anos seria a segunda vítima de Leônio Barbosa.

De acordo com a polícia, o estupro e a morte de Ana Alice teriam sido premeditados. Segundo depoimentos dados pelo próprio Leônio Barbosa à polícia, o vaqueiro acompanhou a rotina da estudante de 16 anos durante uma semana, calculando as horas em que ela descia do ônibus que a levava para Boqueirão, cidade a 30 km da casa onde ela morava, em Queimadas, ambas no Agreste paraibano. O suspeito violentou a estudante por cerca de quatro horas, segundo a polícia
alice
O vaqueiro afirmou que matou a estudante após temer ser pego, pela polícia. Leônio Barbosa ainda confirmou que espancou Ana Alice com o cano da espingarda calibre 12 e a enterrou na fazenda em que ele trabalhava, junto com o seu material da escola. Quando perguntando sobre o crime, o suspeito comentou que “deu uma loucura em sua cabeça”. Ele foi preso na fazenda em que trabalha, juntamente com a espingarda usada para matar a estudante e um veículo usado para raptar as vítimas.
Da redação com Chico Leite.
Com Portal Mídia

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios