Destaques

Sete mulheres já foram mortas na Paraíba em menos de dois meses

O estado da paraíba já registrou o assassinato de sete mulheres em dois meses. O caso mais recente foi o da paraibana grávida que foi espancada pelo marido e não resistiu aos ferimentos morrendo logo após o parto de emergência, no Rio de Janeiro (ver matéria). No mesmo período do ano passado foram 23 mulheres mortas em janeiro e fevereiro. Uma redução de 70% na comparação.

Em dez anos, de 2009 a 2018, um total de 1.083 mulheres foram assassinadas no estado. Em 2018, o número chegou a 84 mortes. Os dados oscilam bastante, mas a maior alta foi no ano de 2011, com 146 mulheres vítimas de crimes violentos.

Os casos ainda estão sob investigação, mas as cenas do crime levam a um dado preliminar de feminicídio, que é o homicídio contra a mulher por razões da condição de sexo feminino, isto é, quando envolve violência doméstica e familiar, menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

A lei nº 13.104, sancionada em 2015 pela ex-presidenta Dilma Rousseff, inclui o feminicídio no rol dos crimes hediondos.

 

Com Bananeiras Online

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios