Municípios

RESPOSTA: Prefeitura de Mari nega que ônibus escolar usado pra outro fim seja do governo e exige lugar de destaque à resposta

Flagra-ônibus1-300x225A Prefeitura de Mari, através da Assessoria de Comunicação enviou nota a Redação do Expresso PB negando que o ônibus flagrado pelo jornalista Wellington Farias seja do município de Mari e exige que o ‘direito de resposta’ seja publicado em lugar de destaque.

A matéria foi publicada pelo Expresso PB na última segunda-feira (06) e ganhou repercussão em vários outros meios de comunicação do estado.

Leia: Jornalista flagra ônibus escolar de Mari/PB fazendo transporte irregular de jogadores e torcedores

Confira a seguir a nota da Prefeitura enviada a nossa Redação:

NOTA DE ESCLARECIMENTO À IMPRENSA E À SOCIEDADE

A prefeitura de Mari vem a público contestar a informação veiculada na imprensa com a manchete: Jornalista flagra ônibus escolar de Mari/PB fazendo transporte irregular de jogadores e torcedores.

Primeiro queremos destacar que a referida matéria não condiz com a realidade dos fatos. Se não vejamos: a foto mostra um ônibus parado numa área que, supostamente, seria as margens PB 073 que corta nossa cidade. O jornalista que fez as publicações nas redes sociais afirma que é em Mari, mas em momento algum diz a qual Prefeitura o veículo pertence. A imagem também não é nítida. A interpretação, equivocada, é de quem produziu a matéria.

O município de Mari não pode se responsabilizar por coisas alheias a sua competência. Responde por tudo que a lei garantir, mas não pode, e nem vai interferir na prática administrativa de quem quer que seja. A Secretaria de Educação entende que deve zelar pelo patrimônio público. E assim tem feito. Nossos transportes têm sido usados rigorosamente conforme os ditames da lei. Os da nossa cidade não funcionam nos finais de semanas. E como de praxe, neste dia todos estavam na garagem.

A Secretaria lamenta ainda que mais uma vez tenha que usar dos generosos espaços para apresentar defesa em um episódio fictício. Pior, sem que fosse procurada para apresentar a versão oficial da Prefeitura. Diga-se de passagem: a verdade.

Portanto, não temos a intenção de ingerência em qualquer que seja a editoria; porém, a título de sugestão, reiteramos cautela quanto a noticiar os fatos para evitar esse tipo de erro. Sempre a acusação acompanha uma defesa. São dois lados e precisam andar juntos. Quanto a quem pertence este transporte escolar? Bem, preferimos falar dos nossos que estavam guardados e são conservados para a locomoção de toda classe estudantil. Por estes nós zelamos, garantimos e respondemos.

 

Assessoria de Comunicação

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios