Destaques

Reitor da UFPB vira alvo do MPF após passar no Sisu pelo sistema de cotas da instituição

O reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Valdiney Veloso Gouveia, foi aprovado pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU 2022) para o curso de Engenharia de Produção na instituição, e virou alvo do Ministério Público Federal na Paraíba (UFPB).

 

Valdiney Veloso foi aprovado com 638,9 pontos pelo sistema de cotas, como “ingressante de escola pública”, conforme divulgação oficial de chamadas feita pela UFPB. Veja aqui.

Foto: Reprodução

Em uma rede social, o reitor disse que estudou em escola pública e postou uma foto de cópias da ficha de identificação de onde cursava e do certificado de conclusão do ensino médio, que na época era ‘segundo grau’ ou ‘científico’.

Reitor publicou imagem com documento de conclusão do ensino médio em escola pública (Foto: Reprodução/Instagram)

A procuradora Janaína Andrade assinou um despacho determinando a instauração de Notícia de Fato para apuração inicial da representação de eventual favorecimento e/ou violação de regras para o ingresso na UFPB pelo sistema de cotas, no qual se insere o SISU.

Segundo o MPF, a ‘Notícia de Fato’ é um procedimento inicial que tem por base a coleta de informações.

O documento impõe que a Pró-reitoria de Graduação (PGR) da UFPB deve se manifestar acerca do caso “de forma fundamentada”, o que deve ocorrer em até 10 dias a partir da data que a instituição receber um ofício do MPF.

A UFPB disse ao Portal Correio que poderá se posicionar oficialmente sobre o caso após receber o documento do MPF-PB.

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios