Destaques

Recapturado integrante de quadrilha alvo do resgate no ataque ao PB1

Joao pessoa 10 de setembro de 2018 – fuga em massa do Presídio de Segurança Máxima da Paraíba, PB1. Mais de 100 apenados foram resgatados numa ação espetacular armada por comparsas que explodiram o portão principal da unidade, entraram, renderam os agentes e policiais e libertaram os detentos, com armamento pesado e carros blindados. Chefes da facção denominada “okaida” estão sendo caçados pela polícia local.

A Polícia Militar recapturou um dos integrantes da quadrilha de assaltantes de bancos que foi resgatada no ataque ao presídio PB1, em setembro de 2018, em João Pessoa. Ary Muniz da Silva, de 39 anos, foi preso durante a Operação Renascer, realizada pela PM na cidade de Várzea, nessa quarta-feira (17), no Sertão da Paraíba.

Policiais que atuam na área do Comando do Policiamento Regional II (CPR – II) realizavam uma blitz da operação quando abordaram o carro que o acusado vinha dirigindo, que tinha placas de Caruaru – PE. Ele se identificou por outro nome, mas acabou sendo reconhecido pelos policiais militares como um dos foragidos do PB1, apontado como integrante do bando que motivou o ataque à unidade prisional. O preso disse que estava vindo da cidade de Campina Grande e iria para o município de Caicó, no Rio Grande do Norte.

Ary Muniz tem uma extensa ficha criminal e já foi preso praticando crimes também nos Estados do Rio Grande do Norte, Minas Gerais e São Paulo. Ele teria atuação em roubos a bancos, carros-fortes, estabelecimentos comerciais, carros e homicídios.

O acusado é o 68º preso do PB1 recapturado, desde setembro do ano passado. Ele foi apresentado na Polícia Federal, em Cabedelo, na região metropolitana de João Pessoa.

 

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios