Destaques

Quadrilha que clonava cartões de crédito na Paraíba recebia treinamento na Bolívia

118678362800036227100001-300x224Integrantes da quadrilha presa durante a ‘Operação Firewall’, no início da manhã desta quinta-feira (23), eram treinados na Bolívia e recebiam lições de como operar os sofisticados equipamentos utilizados na clonagem de cartões de crédito. A informação foi confirmada, à tarde, pelo gerente executivo da Polícia na Região Metropolitana de João Pessoa, delegado Wagner Dorta. “Eles também recebiam treinamento e traziam material usado nesses crimes de cidades brasileira, como São Paulo”, disse o delegado.

A quadrilha presa nesta quinta-feira, em João Pessoa, Patos, Belém, Cabedelo e Guarabira usava esses equipamentos sofisticados para, além da clonagem de cartões, falsificar documentos e abrir contas bancárias. A Polícia Civil também apreendeu impressoras para confeccionar cartões de crédito e outras máquinas modernas compradas na Bolívia, com dinheiro adquirido nos crimes, segundo o delegado Wagner Dorta.

Na ‘Operação Firewall’, dezoito pessoas foram presas, entre elas, o vereador da cidade de Serra da Raiz (Agreste paraibano), Jean Teixeira (PSD).

A polícia acredita que o bando tenha provocado um rombo milionário durante em um ano. Dados fornecidos pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) apontou para um prejuízo em torno de R$ 8 milhões.

De acordo o delegado Gustavo Carlleto, que comandou as investigações durante 8 meses, a quadrilha era organizada e parte dela detinha um conhecimento tecnológico. O grupo contava com a participação de frentistas que facilitava a instalação de chupa-cabra [aparelho usado em por golpistas para copiar informações], nas máquinas em postos de combustíveis. O esquema criminoso também agia em bancos 24h e supermercados, nos estados da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

A ação foi realizada em diversos pontos das cidades de João Pessoa, Patos (Sertão), Cabedelo (Grande JP), Belém e Guarabira (Brejo). Cerca de 140 policiais civis cumpriram 18 mandados de prisão e 28 de busca e apreensão. Em um dos endereços, um motel localizado na cidade de Belém, a polícia encontrou impressoras para fabricar cartões. Os presos foram encaminhados para a Central de Polícia em João Pessoa.

Foram apreendidos documentos falsificados e equipamentos utilizados na clonagem de cartões, impressoras, ectasy, R$ 14 mil em espécie, aparelhos de televisores, computadores, Ipad, notebooks, uma arma calibre 32 e veículos ( moto e carro).

 

Presos na Operação Firewall foram encaminhados para a Central de Polícia (Foto: Walter Paparazzo/G1)

DEFESA

O advogado Werton Soares, que representa cinco dos 18 acusados, disse que está entrando com pedido de Habeas Corpus junto ao Tribunal de Justiça, com pedido de relaxamento da prisão temporária. O Advogado explicou que a prisão temporária se justifica enquanto está sendo feito o ajuntamento de provas e como esse procedimento já foi feito, sua manutenção perde o objetivo.

Werton Soares informou ainda que está entrando também com uma denúncia junto à Corregedoria da Polícia Civil contra os policiais que executaram os mandados de busca e apreensão. Para o advogado, houve abuso por parte dos policiais, que levaram das residências objetos dos acusados que não tinham nenhuma relevância para o caso. “Até mesmo a namorada de um deles, que não tem nada a ver com o caso, apenas estava na casa na hora da prisão, acabou sendo detida também”, reforçou.

Lista dos nomes das pessoas presas na operação;

1. Francineide da Silva Campos – Bairro do Bessa – João Pessoa

2. Daniel Barbosa de Oliveira – Bairro dos Bancários – João Pessoa

3. Álvaro Bruno de Andrade Bezerra – Centro – João Pessoa

4. Edson de Mendonça Rocha Júnior – Porta do Sol e Manaíra

5. João Pessoa Fábio de Holanda Gonçalves – 13 de Maio – João Pessoa

6. José de Arimatéia Santos Júnior – Manaíra – João Pessoa

7. Diego Formiga de Oliveira – Geisel – João Pessoa

8. Luciano Frazão de Barros – Intermares – Cabedelo

9. Severino Bezerra da Silva – Belém

10. Damião Alves Pereira – Patos

11. Marcos Vinícius Lobato Jardim – Centro – João Pessoa

12. Jean Teixeira – Jardim Cidade Universitária – João Pessoa

13. Maxuel Almeida Leitão – Castelo Branco III – João Pessoa

14. Érika Alexandre Marques – Castelo Branco III – João Pessoa

15. Isael Pedro da Silva – Castelo Branco III – João Pessoa

16. Alex Júnior Fernandes Soares – José Américo – João Pessoa

17. Francicleide Bezerra da Silva – Patos

18. Nome restrito para não prejudicar as investigações – João Pessoa

Vídeo

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios