policial

Policiais reforçam segurança em cidades do Brejo

risco-zero-1-300x225As polícias Militar e Civil, o Corpo de Bombeiros e a Vigilância Ambiental realizaram a Operação Risco Zero, nesse fim de semana, nas cidades de Areia, Remígio e Esperança, no Brejo paraibano. O objetivo da ação conjunta foi abordar suspeitos e fiscalizar possíveis irregularidades em estabelecimentos que comercializam bebidas alcoólicas. Pelo menos sete bares foram autuados e interditados durante a operação.

O comboio de viaturas saiu da sede do 10º Batalhão da Polícia Militar, em Campina Grande, para a cidade de Esperança, onde três estabelecimentos tiveram que fechar as portas. “O Corpo de risco-zero-4

Bombeiros e a Vigilância Ambiental constataram vários pontos de riscos à segurança das pessoas nesses locais. Assim, tivemos que cumprir o que manda a Lei”, disse o comandante do 10º BPM, major Sérgio Fonseca.

Em seguida, a operação foi para a cidade de Remígio, que também teve bares interditados devido à falta de segurança. Em um deles, havia uma espécie de tenda sustentando a fiação elétrica do estabelecimento. Diante da possibilidade de incêndio, mais uma vez, os Bombeiros informaram ao proprietário que o local deveria ser esvaziado, até que a irregularidade fosse resolvida.

risco-zero-3

Na cidade de Areia, o perigo estava no palco instalado no Centro da cidade, onde ocorria um evento de rua. De acordo com as inspeções feitas pelos órgãos, a estrutura apresentava riscos de descarga elétrica. O show teve que ser cancelado.

O major Sérgio Fonseca destacou os objetivos da operação. “Estamos aqui para garantir a segurança de todos”, esclareceu o comandante. Em todos os pontos visitados foram feitas abordagens e revistas a suspeitos, mas nenhuma arma foi encontrada. A Operação Risco Zero terá continuidade nos próximos dias e poderá agregar outros órgãos, como Vigilância Sanitária e Sudema.

Bananeiras Online com Assessoria

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios