policial

Polícia Militar da PB abre processo contra cabo preso por importunação sexual no Ceará

Um cabo da Polícia Militar da Paraíba foi preso, em Muriti, interior do Ceará, por importunação sexual contra uma mulher em um supermercado. Imagens do circuito de segurança do estabelecimento mostram quando o policial encosta as partes íntimas na vítima. O caso aconteceu na última sexta-feira (25), mas só veio à tona nesta segunda (28).

 

A Corregedoria da Polícia Militar da Paraíba informou que vai abrir um procedimento interno contra o policial. Em nota, a instituição destacou que combate esse tipo de situação há mais de quatro anos, quando o crime de importunação sexual sequer havia sido tipificado no Brasil. A Polícia Militar assegurou que adotará todas as providências que forem necessárias em relação ao caso.

“A corporação ressalta que aqui na Paraíba, antes mesmo de 2018, quando a importunação sexual passou a ser crime no Brasil, já havia um trabalho de prevenção, orientação e combate por parte da PM contra atos desta natureza, à época, em transportes coletivos, portanto, repudia essa prática por quem quer que seja, onde quer que seja”, divulgou a Polícia Militar.

Além do processo interno, o policial responderá pelo crime perante a Justiça do Ceará. Ele foi levado para um presídio militar no estado vizinho.

De acordo com a Polícia Militar da Paraíba, o policial investigado era lotado no 13º Batalhão, em Itaporanga. Ele trabalhava em funções administrativas desde o começo deste mês de março, após ter passado um período afastado para tratamento psicológico.

Fonte Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios