Paraíba

Polícia é acionada em protesto contra som alto de igreja no Sertão

132789,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0O Destacamento da Polícia Militar do município de São Sebastião do Umbuzeiro, no Sertão do estado, a 319 quilômetros de João Pessoa, foi acionado bem cedo da manhã deste domingo (9) para acalmar um protesto feito por um morador da cidade contra a altura do som de um sistema de alto falante usado pela igreja católica para chamar os fiéis para a missa.

De acordo com o sargento Flávio da Polícia Militar, o protesto inusitado que movimentou a pacata cidade de São Sebastião do Umbuzeiro foi feito por um funcionário público que ligou o som do carro no nível mais alto e estacionou nas proximidades da igreja. Com o barulho proporcionado pelas dois sons, moradores incomodados chamaram a polícia.

O manifestante, que se declarou católico, disse na delegacia que estava se sentindo incomodado porque há muito tempo vem sendo acordado não só com o som do sino da igreja, mas também com o alto som da música tocada pela igreja no sistema de som instalado fora do templo.

A igreja estaria usando um sistema de som para chamar os fiéis para a missa que acontece entre 6h e 7h. As celebrações também seriam transmitidas através desse sistema de som da igreja, o que aconteceria pelo menos duas vezes por dia.

O militar contou que após a chegada dos políciais ao local do protesto, o funcionário público foi levado para a delegacia, onde os ânimos foram acalmados e o manifestante foi liberado.

“Não entendo por que ele agiu dessa forma, quando poderia ter prestado queixa na polícia. Afinal existem os órgãos que fiscalizam e inibem o uso de som alto, quando este ultrapassa os limites e está incomodando”, analisou o policial.

O Portal Correio tentou localizar o padre que seria responsável pela paróquia da cidade, mas não conseguiu contato.

Protesto em São Sebastião do UmbuzeiroFoto: Protesto em São Sebastião do Umbuzeiro
Créditos: Reprodução/Gavião da Paraíba

Portal  Correio

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios