policial

Polícia diz que advogada foi morta a pedradas e autor do crime roubou arma e R$ 6 mil

201402170433370000001213Uma advogada criminalista foi assassinada a pedradas nesta segunda-feira (17) dentro da própria residência na comunidade São Luiz, no bairro do Bessa, área nobre de João Pessoa. A morte dela foi confirmada pelo cabo Edvan, que esteve no local do crime.

Segundo o policial militar, familiares chegaram à residência e encontraram o corpo no chão, com sinais de espancamento. Há hipótese de que seja um latrocínio, que é o roubo seguido de morte, porque foram roubados joias, objetos do local.

“Quando o marido dela e os filhos chegaram à casa, encontraram uma situação estranha e acharam a advogada ferida a pedradas no chão. Ela pode ter sido vítima de um latrocínio, porque a casa estava revirada e faltavam alguns equipamentos”, disse o cabo Edvan durante entrevista ao radiofônico Correio Debate, na Rede Correio Sat.

O cabo ainda informou que uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel esteve na residência e constatou o óbito da mulher. A casa está isolada e aguarda para que seja feito o trabalho da perícia. As autoridades estão investigando o caso.

Já o coronel Lívio Delgado completou que além de joias e objetos, também foram roubados uma arma e R$ 6 mil em dinheiro. Ele disse que um vigilante teria visto uma pessoa saindo da casa onde a vítima foi morta, mas isso ainda é investigado.

Delgado afirma ainda que o caso passa a ser averiguado pela delegada de Homicídios Viviane Oliveira.

 

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios