Educação

Polícia Civil desarticula quadrilha que roubou armas de Fórum e explodiu caixas eletrônicos

Policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) de Campina Grande desarticularam mais uma quadrilha especializada em explosões a caixas eletrônicos na Paraíba. Com o grupo os policiais apreenderam nove armas de fogo, sendo sete revólveres, uma pistola 765 e uma espingarda calibre 12. Algumas das armas foram roubadas do Fórum de Ingá, no dia 8 de março.

De acordo com a Polícia Civil, o grupo é o mesmo que roubou as agências bancárias de Boa Vista e Puxinanã, em 2012, além de ter assaltado uma casa lotérica e uma agência dos Correios em São Vicente do Seridó. Um roubo a uma casa de material de construção na cidade de Juarez Távora também foi praticado pelos acusados, segundo apontam as investigações.

Foram presos Francisco Ricardo de Souza, “Abraão” (ou “Negro Abraão”), apontado como o líder da quadrilha, e Messias Duarte da Silva. Um adolescente foi apreendido e um terceiro membro – Fabrício Pedro da Silva (“Safra”) – está foragido. “Trata-se de um homicida contra quem existem vários mandados de prisão expedidos pela Justiça. Nós temos conhecimento de que ele atua também nessa modalidade de explosões a caixas eletrônicos e já estamos investigando a participação de outros criminosos no grupo”, disse o delegado-regional da 2ª DRPC, Marcos Paulo dos Anjos Vilela.

Os delegados Henry Fábio e Glauber Fontes, da DRF, disseram que as investigações começaram logo após o roubo ao Forum de Ingá, quando os bandidos renderam um vigilante e levaram cerca de 30 armas de fogo do local. “A partir daí, começamos a investigar o grupo, até prender dois deles nesse final de semana e apreender um menor. No decorrer das oitivas, eles confessaram participação em diversos crimes que já vinham sendo investigados pela Polícia Civil”, disse Henry Fábio.

As armas foram apresentadas durante entrevista coletiva à imprensa, na manhã desta segunda-feira (18), da qual também participaram o delegado-regional de Itabaiana, Hugo Helder Barreto, e o delegado da cidade de Ingá, Erilberto Antonio Maciel.

Maconha e dinamites – Além do arsenal, os policias da DRF apreenderam ainda duas bananas de dinamites e mais de meio quilo de maconha. Os acusados devem responder por porte ilegal de arma, roubo qualificado, formação de quadrilha armada e tráfico de drogas.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios