Destaques

PMCG apura suposta venda de imóveis do Aluízio Campos

As autoridades de Campina Grande estão investigando a ação de golpistas que estariam se passando por servidores da prefeitura para comercializar casas e apartamentos do Conjunto Aluízio Campos. O residencial popular é resultado de uma parceria entre a prefeitura e o governo federal e os imóveis não podem ser vendidos no mercado imobiliário.

Na manhã desta segunda-feira (9), o secretário Tovar Correia Lima promoveu uma reunião de urgência na Secretaria de Planejamento (Seplan) para definir um conjunto de medidas contra os criminosos e a integridade do sorteio que definiu a posse dos imóveis.

“A prefeitura fez alertas públicos de precaução e orientação às pessoas sobre ação de golpistas, indicando a imediata procura das autoridades junto ao MPF, PF e à própria Seplan para efetuar denúncias”, disse nesta segunda (9) o secretário de Planejamento de Campina Grande, Tovar Correia Lima.

Conforme definido na reunião, será feita comunicação formal ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal sobre as denúncias chegadas à Secretaria de Planejamento; uma sindicância será aberta para investigar as denúncias; comunicação oficial ao Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Paraíba (Creci-PB) para pedir investigação sobre envolvimento de possíveis corretores no golpe; reunião com a Superintendência da Polícia Civil no município para registrar Boletim de Ocorrência sobre o fato.

 

Com Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios