Brasil

Peritos reconstituem passos de padrasto de Joaquim

Guilherme Longo e o pai dele, Dimas: ambos saíram de casa na madrugada em que Joaquim desapareceu
Guilherme Longo e o pai dele, Dimas: ambos saíram de casa na madrugada em que Joaquim desapareceu

Uma equipe do Instituto de Criminalística, da Polícia Militar e agentes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Ribeirão Preto fizeram, na tarde desta sexta-feira (22/11), a reconstituição dos passos de Guilherme Longo e Natália Ponte, padrasto de Joaquim Ponte, três anos, morto na noite de 5 de novembro.

De acordo com a DIG, a reconstituição durou cerca de duas horas e teve como base o depoimento de Guilherme Longo, apontado como principal suspeito de ter matado o menino. O padrasto foi, para a polícia, o último a ter contato com o enteado.

A polícia ainda analise se será realizada uma reconstituição com base no depoimento de Natália Ponte, mãe do menino.

Em depoimento, ele disse que pôs o enteado para dormir e, na madrugada, saiu para comprar drogas, mas garantiu que voltou rapidamente para casa. Nesse meio tempo, ele teria deixado a porta da sala aberta. As janelas ficaram fechadas.

A polícia quer conferir se era possível ouvir, do quarto da mãe de Joaquim, barulhos vindos do quarto do menino. O momento em que o casal sente a falta de Joaquim também será reconstituído. À polícia, Natália diz ter percebido a ausência do garoto somente pela manhã, por volta das 7h30, quando foi ao quarto dele para aplicar uma dose de insulina. Joaquim havia sido diagnosticado com diabetes em setembro.

Cinco dias após o sumiço de Joaquim, o corpo da criança foi encontrado no Rio Pardo, em Barretos, a 150km de Ribeirão Preto. Na quinta-feira, um pescador informou ter visto, na madrugada daquele dia, um homem parar o carro em cima de uma ponte sobre o Rio Pardo – a aproximadamente 10km da casa da família de Joaquim – e jogar na água um volume envolto em um lençol branco.

 

Correio Braziliense

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios