Destaques

Partido de Bolsonaro aciona TSE para anular votos de 192 mil urnas

O Partido Liberal (PL), pelo presidente Valdemar da Costa Neto, e o presidente da República, Jair Bolsonaro, protocolaram ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma Representação Eleitoral para Verificação Extraordinária. O relatório aponta que o candidato à reeleição ficou à frente de Lula (PT), com 51,05% dos votos, num possível ‘mau funcionamento das urnas’.

De acordo com o presidente da sigla, o relatório foi feito por técnicos e peritos especialistas, visto que o próprio PL não entende do assunto. Após análises do Instituto Voto Legal, foi constatado uma diferença de resultados entre as urnas eletrônicas de 2020 com as mais antigas.

Com 192.691 urnas de 2020 e 51.301.271 de votos válidos computados, o resultado final mostrou a vitória de Jair Bolsonaro, com 1.078.171 a mais que o presidente eleito, Lula (PT). Por outro lado, as urnas eletrônicas de 2020 não representam nem metade da totalidade das urnas dessas últimas eleições, do dia 30 de outubro.

As urnas que não são de 2020 somam 59,18%, um total de 279.336. Para os membros do PL, essa diferença entre o resultado final das urnas, com a eleição de Lula com 50,90%, e o relatório de 40,92% das urnas é suficiente para anular o pleito eleitoral.

MaisPB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios