Paraíba

Paraíba é o 7º estado mais procurado em 2ª etapa do ‘Mais Médicos’, diz Ministério da Saúde

24ago13-medicos-cubanos-chegaram-ao-brasil-para-participar-do-programa-mais-medicos-do-governo-federal-eles-vieram-em-voo-fretado-da-cubana-aviacion-e-desembarcaram-no-aeroporto-dos-guararapes-em-13Municípios da  Paraíba podem ter 26 novos profissionais atuando por meio do ‘Mais Médicos’. Eles fazem parte dos 400 formados em instituições do Brasil que homologaram a inscrição na segunda etapa do programa do governo federal. Segundo dados do Ministério da Saúde, a Paraíba foi o sétimo estado mais procurado por médicos na fase que foi concluída na sexta-feira (13).

De acordo com o Ministério da Saúde, inicialmente 1.414 pessoas se inscreveram para a segunda etapa do ‘Mais Médicos’, mas apenas 400, ou 28,3% do total, confirmaram a participação. Os 26 profissionais que se inscreveram para a Paraíba optaram pelas seguintes cidades: Cabedelo (5), Esperança (2), Santa Rita (8), Araruna (1), Boqueirão (1), Conceição (1), Itatuba (1), Pedras de Fogo (1), Pilar (1), Pilões (1), Pocinhos (1), Puxinanã (1), São Francisco (1) e São José de Piranhas (1).

A quantidade de médicos que confirmaram a inscrição para cidades paraibanas é menor apenas do a quantidade de profissionais que escolheram Goiás (48), Ceará (42), Bahia (35), Pernambuco (33), Minas Gerais (32) e São Paulo (27). Se for vista apenas a região Nordeste, a Paraíba aparece na quarta colocação. A confirmação por parte desse grupo de 400 brasileiros não significa necessariamente que eles irão de fato trabalhar nas cidades para as quais foram designados, já que podem haver desistências.

No sábado (14), treze médicos estrangeiros chegaram a Paraíba. Eles vão atuar pelo ‘Mais Médicos’ nas cidades de Água Branca, Areia,  Baía da Traição, Cacimba de Dentro, Aguiar, Baraúna, Damião, Gado Bravo, Pedra Lavrada, Picuí, Santana de Mangueira, Serra Grande e Taperoá. O trabalho deles será restrito ao atendimento nas unidades do Programa de Saúde da Família (PSF).

No começo de setembro profissionais formados no Brasil começaram a atuar em 26 cidades do estado. Na primeira fase a cidade que recebeu mais médicos foi a capital João Pessoa, com 20.

 

G1 PB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios