Educação

Padre indiciado por estupro tinha hidromassagem de coração na casa paroquial, diz jovem

Em uma entrevista chocante, a jovem que acusa o padre Emilson Soares Corrêa de estupro revela detalhes dos abusos. X., de 19 anos, contou ao EXTRA que fez sexo com o pároco pela primeira vez quando ele a convidou para ver filme pornô na banheira de hidromassagem que o religioso tinha na casa paroquial.

padre-tarado-300x168

Qual foi a primeira relação sexual sua com o padre?

Ele falava que me amava, me chamava para passear, mas nunca achei que tinha maldade. Um dia, ele me chamou para tomar banho na casa dele, dentro da Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito. Ele tinha uma hidromassagem em formato de coração lá. Havia uma TV também, e botou filme pornô. Eu tinha 15 anos.

Mas ele obrigou você?

Ele falou que era apaixonado por mim e pediu para fazer sexo comigo. Fiquei transtornada. Sentia um amor de pai e disse que não ia conseguir deitar na cama com ele. Acabei convencida. Ele garantiu que ia me dar várias coisas.

Até hoje, quanto ele gastou com você em presentes?

Ele me deu duas motos, um Fiat Tempra 99, reformou minha casa. Só essa reforma custou uns R$ 12 mil. Atualmente, está tudo quitado. A segunda moto foi quitada em novembro, mesmo mês da denúncia. Ainda está em nome dele. Ele já deve ter gasto em torno de uns R$ 40 mil. Pagou até curso profissionalizante de R$ 4 mil para mim.

Ele contou qual era o salário como padre?

Dizia que ganhava cerca de R$ 1.500.

13e17d35bfbd700813c27cdd8e851895cd8537a4

Ao ser confrontado pelo pai da jovem com o vídeo em que aparece fazendo sexo com ela, o padre se limilitou a dizer: “Você poderia me desculpar?”

As imagens foram feitas pela menina com celular, na casa paroquial da igreja Nossa Senhora do Amparo, em São Gonçalo.

extra.globo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios