Destaques

Novo emprego ameaça registro de Dirceu na OAB

novo-emprego-ameaca-registro-de-dirceu-na-oab.jpg.280x200_q85_cropCaso ganhe autorização da Justiça para assumir um emprego em um escritório de advocacia do Distrito Federal, José Dirceu será alvo de um processo para perda de registro profissional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Um grupo de advogados prepara um processo para cassar a permissão do ex-ministro de advogar.

O argumento se baseia no Código de Ética do Advogado, que proíbe a prática da profissão por pessoas consideradas “moralmente inidôneas”.

O documento será encaminhado ao presidente da OAB Nacional, Marcus Vinícius Coêlho. Será aberto um processo administrativo e um prazo para a apresentação de defesa. Ao fim do processo, as punições vão desde censura, suspensão até a exclusão do registro que, só poderá ser recuperado após, no mínimo, cinco anos.

Em 2005, quando teve o mandato cassado na Câmera, Dirceu também enfrentou o mesmo processo, mas acabou absolvido porque não havia condenação no STF (Supremo Tribunal Federal).

 

Biblioteca

A nova proposta de emprego para Dirceu, porém, não envolve diretamente o exercício da advocacia. Segundo o documento encaminhado pela defesa, o petista trabalhará na biblioteca do escritório do advogado José Geraldo Grossi e poderá, eventualmente, trabalhar na consulta de jurisprudência de casos e em atividades administrativas. O expediente será das 8h às 18h, se segunda a sexta.

 

É a segunda tentativa de Dirceu para trabalhar desde que começou a cumprir pena no presídio da Papuda. A repercussão negativa do caso levou o ex-ministro a desistir do cargo de gerente administrativo do hotel Saint Peter, onde teria um salário de R$ 20 mil por mês. Desta vez, o salário é de R$ 2,1 mil.

Do Metro

Click  PB

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios