Principal

Novo concurso para diplomatas terá apenas 18 vagas

ea3a67b8ef8551fa37944a62d8a833d3O Ministério das Relações Exteriores (MRE) divulgou, nesta sexta-feira (14/2), as normas estabelecidas para o próximo concurso de admissão à carreira diplomática. De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União (seção 1, página 39), neste ano, serão ofertadas 18 vagas, quantidade inferior a dos últimos concursos do órgão. Outra mudança é o prazo de realização da primeira prova com relação à data de publicação do edital do concurso que, desta vez, será reduzido para 48 dias.

 

Em janeiro, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) foi escolhido como organizador do certame. O contrato com a empresa é válido até 31 de dezembro deste ano. De acordo com o MRE, o edital de abertura já foi enviado para o Diário Oficial da União e, por isso, deve ser publicado no começo da semana que vem.

 

De acordo com a publicação do DOU, a primeira fase do concurso será composta por prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, constituída de questões de português, história do Brasil, história mundial, geografia, política internacional, inglês, noções de economia e noções de direito e direito internacional público. Será estabelecida reserva de vagas na primeira fase para candidatos afrodescendentes.

 

A segunda etapa constará de prova discursiva eliminatória e classificatória de português. Neste caso, será estabelecida nota mínima para o exame. A terceira fase constará de provas discursivas de história do Brasil; geografia e política internacional; língua inglesa; noções de economia; noções de direito e direito internacional público; língua espanhola e língua francesa. As seis avaliações da terceira fase terão peso equivalente. Será estabelecida nota mínima para o conjunto das provas.

 

Último concurso

O resultado final da mais recente seleção de diplomatas, com oferta de 30 vagas, foi disponibilizado em dezembro de 2013. Também organizado pelo Cespe/UnB, o certame recebeu 6.490 inscritos, gerando concorrência média de 216 candidatos por chance. A remuneração inicial é atraente: R$ 13.623,19 podendo chegar a R$ 19.420,85 no posto mais alto – ministro de primeira classe. Do total de chances, duas foram destinadas a pessoas com deficiência e 10% destinadas a afrodescendentes.

 

Puderam concorrer pessoas com nível superior em qualquer curso reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Os candidatos foram submetidos a quatro provas objetivas, constituídas por questões de língua portuguesa, história do Brasil, história mundial, geografia, política internacional, língua inglesa, noções de economia e de noções de direito e direito internacional público; além de prova escrita de língua portuguesa, língua espanhola e língua francesa, de caráter eliminatório e classificatório.

 

Além de Brasília, cada uma das provas foi realizada nas cidades de Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Boa Vista, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Macapá, Maceió, Manaus, Natal, Palmas, Porto Alegre, Porto Velho, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís, São Paulo, Teresina e Vitória.

 

Sílvia Mendonça

 Do CorreioWeb

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios