Destaques

“Não se faz alianças pensando em críticas, se faz alianças pensando em convergências”, diz Ricardo após ‘fico’ de Luciano Cartaxo

Entre as várias declarações dadas pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), nesta segunda-feira (05), uma, em especial, tem chamado a atenção, sobretudo pelo atual cenário político que leva a uma possível convergência do PSB com o grupo do prefeito Luciano Cartaxo (PSD).

Coutinho, como governador, tanto foi criticado quanto foi elogiado pelo prefeito da Capital e vice versa. Todavia, agora, diante da decisão do prefeito de continuar à frente da gestão municipal, uma nova composição vira realidade.

Segundo o governador, não se faz aliança pensando nas críticas, mas sim na convergência. E é essa declaração que abre um leque de possibilidades para uma retomada da aliança entre os dois grupos.

Para o chefe do executivo, só se faz política com coragem.

“A crítica eu recebo com naturalidade, rebato as que eu posso rebater e outras não, agora você não faz uma aliança pensando nas críticas, você faz uma aliança pensando em convergências. Você imagina se eu fosse fazer qualquer aliança dentro desse quadro aqui, daqueles que já estão no nosso campo de alianças, se eu fosse fazer prevalecer as diferenças ao invés das convergências, seria, sinceramente, pouco inteligente. Então não conta! O que conta é o seguinte – o que é que nós vamos querer fazer para o futuro e eu me refiro a todas as forças políticas, seja aquelas que já estão alinhadas conosco, e aquelas que por ventura não estejam. O que é que nós vamos fazer no futuro para esse estado? Esse estado vai retroagir? Vai encolher? Ou nós vamos continuar ampliando com segurança, com equilibro fiscal, com respeito, com coragem, porque você não governa se não tiver coragem”, arrematou.

 

Márcia Dias

PB Agora

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios