policial

Mulher é barrada em presídio com celular na vagina

3Uma mulher identificada como Valclécia Alves da Silva foi flagrada tentando entrar na Penitenciária Padrão de Campina Grande, a Máxima, com um celular e duas baterias escondidos na vagina. O fato ocorreu neste domingo (5) durante a revista íntima.

Ao entrar na penitenciária para visitar o marido, que está preso por assalto, durante a revista, as agentes encontraram os objetos nas partes íntimas de Valclécia Alves, segundo informou Anselmo Vasconcellos, diretor da unidade prisional.

– A Valclécia Alves foi barrada durante a revista íntima, que é minuciosa e de praxe. As agentes quando começaram a revista encontraram de imediato o aparelho celular e duas baterias na vagina dela – disse o diretor.

Valclécia Alves foi levada para a Central de Polícia Civil de Campina Grande onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e liberada. Entretanto, ela está proibida de entrar da penitenciária.

– Como esse crime cabe apenas um TCO, a Valclécia e o seu esposo sofrerão algumas punições administrativas como, ela não pode mais entrar na penitenciária e ele vai responder a um procedimento administrativo – adiantou Anselmo Vasconcellos.

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios