Brasil

Motoboy confessa em carta ter matado sua cunhada

O motoboy Sandro Dota, acusado de estuprar e matar Bianca Consoli em 2011, escreveu carta na qual assume ter matado a cunhada e nega o estupro. O documento foi divulgado pelo portal G1 na manhã desta quarta-feira (14).

Apresentado pela defesa, o documento apresenta o comprometimento de Dota de confessar em seu próximo julgamento, em 16 de setembro, que matou Bianca.

O motoboy Sandro Dota, que responde por estupro e homicídio
O motoboy Sandro Dota, que responde por estupro e homicídio

“Declaro que realmente matei Bianca Consoli, na época minha conhada [SIC], em uma briga em sua residência, e assim confesso que matei referida Bianca Ribeiro Consoli e maiores detalhes irei contar no dia 18 de setembro [a data foi antecipada pela Justiça para o dia 16]. Porém em relação ao estuplo [SIC] da referida Bianca, eu não confesso, porque sou inocente e de forma alguma eu estuplei [SIC] a Bianca, jamais faria isso”, informa a carta escrita a punho próprio e divulgada pelo portal.

Segundo a defesa de Sandro Dota, o motoboy se arrependeu do crime e, por isso, resolveu fazer a confissão.

 

Do Yahoo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios