policial

Ministério Público da Paraíba deve apurar agressão a menina no Parque Cabo Branco, em João Pessoa

O Ministério Público da Paraíba deve ser acionado para investigar o caso da menina vendedora de doces que teria sido agredida por um empresário do Parque Cabo Branco, na última quinta-feira (21), em João Pessoa. Essa é a expectativa de testemunhas que resolveram denunciar o ocorrido às autoridades e do Conselho Tutelar. O episódio ganhou grande repercussão neste final de semana após vídeos e fotos se espalharem através das redes sociais.

Segundo testemunhas, o suspeito de ter atingido a menina usou uma bengala, além de acusá-la de estar no local vendendo drogas. Entre as pessoas que testemunharam o ocorrido estava uma policial do estado de Pernambuco.

“Quando chegamos lá, a agressão já tinha acontecido. Nós ouvimos as testemunhas e dentre elas estava uma tenente de Pernambuco que foi quem chamou a PM. O idoso apontado como agressor já tinha saído. O que nos foi dito pelos populares que estavam lá é que ele tentou expulsar a menina do parque batendo no braço dela com uma bengala “, contou um integrante do Conselho Tutelar.

A menina foi amparada por algumas pessoas e repassou aos conselheiros números de telefone informando ser de seus pais. Uma pessoa indentificando-se como tio chegou ao local e informou que a levaria para um hospital, sugerindo que o Conselho Tutelar os acompanhasse. No entanto, os conselheiros descobriram posteriormente que ele, na verdade, a levou para casa, na comunidade Torre de Babel, na Zona Sul da capital.

O Conselho Tutelar informou que, assim que as informações completas forem levantadas, o caso será remetido ao Ministério Público para as providências cabíveis.

 

pbagora

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios