policial

Médico atropela mecânico e presta falsa queixa na Paraíba, diz delegado

policia-civil-pb-300x223Um médico é suspeito de atropelar e matar um mecânico de 28 anos em Mamanguape, na região da Mata paraibana, e prestar uma queixa falsa de sequestro e roubou do veículo após deixar o local do acidente. A informação foi divulgada pelo delegado plantonista da 9ª Delegacia Distrital, no bairro de Mangabeira em João Pessoa, Antônio Farias. Segundo o delegado, o médico disse na delegacia que seu carro havia sido roubado durante um sequestro no final da tarde de quinta-feira (4), mas testemunhas afirmaram ter visto o médico no local do acidente, na noite do mesmo dia.

O acidente ocorreu na rodovia estadual PB-057, que liga Mamanguape a cidade de Itapororoca, por volta das 18h (horário local) de quinta. O mecânico estava em uma motocicleta quando foi atingido de frente por uma picape que seguia no sentido contrário da rodovia. Com o impacto a moto ficou completamente destruída e o mecânico foi arremessado para fora da pista. A caminhonete envolvida no acidente, que segundo a polícia pertence ao médico, foi abandonada próximo ao local.

O agricultor João de Oliveira, uma das testemunhas do acidente, relatou que o médico chegou a pedir a ele que ajudasse o motociclista, que pedisse socorro. “Quando eu cheguei junto dele, ele disse ‘pelo amor de deus, vá olhar aquele homem que está ali’, pediu socorro, para socorrer ele que levou a batida. Quando voltei falei ‘doutor, o cara já morreu’, aí ele ficou desesperado, querendo chorar, gritando”, comentou a testemunha.

Para o delegado que ouviu o médico suspeito, o caso precisa apenas de uma pequena acariação. Antônio Farias explicou que ao cruzar informações com a equipe da Polícia Civil que realizou a perícia do acidente, ficou constatado que o médico que afirmou à polícia ter sido sequestrado e ter seu carro roubado no final da tarde de quinta-feira era apontado como envolvido no acidente que matou o mecânico.

“A testemunha disse pelo crachá achado dentro do carro que o rapaz que dirigia a caminhonete era o médico. Não precisa mais de investigação. O carro está apreendido, as testemunhas presenciaram o motociclista e o condutor do carro. Nos resta simplesmente fazer uma acariação para resolver o problema”, concluiu. A polícia deve procurar o médico para a acariação final. Até as 7h45 (horário local) desta sexta, o médico não havia sido localizado, segundo a polícia.

G1

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios