policial

Mais um acidente é provocado por animal solto na pista próximo a Guarabira

Está cada vez mais preocupante o número de acidentes provocados por animais soltos nas entradas da cidade de Guarabira. Mais um grave acidente foi registrado na noite desta terça-feira (19), rodovia PB-075, que liga ascidades de Guarabira e Cuitegi, no Brejo paraibano.

Desta vez a vítima foi Sidney Guedes Ribeiro, 34 anos, residente na Rua Bráulio Martins, no Bairro da Santa Terezinha, na Rainha do Brejo.

Sidney Guedes - Vítima
Sidney Guedes – Vítima

Segundo Sidney, ele retornava de Cuitegi para Guarabira, na sua moto Honda Fan 125cc, de cor preta, quando ao passar pela Ladeira do Maribondo, foi surpreendido com um cavalo solto na rodovia. Ele bateu no animal e caiu no asfalto. O capacete saiu da cabeça de Sidney e ele acabou batendo com a cabeça no chão, além de uma pancada no ombro e várias escoreações pelo corpo.

Uma ambulância do Corpo de Bombeiros foi acionada e socorreu o mesmo para o Hospital Regional de Guarabira, onde posteriormente seria transferido para o Trauma da capital.

O animal morreu no local.

Já virou rotina acidentes envolvendo animais nas principais entradas de Guarabira. Vários cavalos, burros e vacas são vistos diariamente transitando pelas rodovias que cortam a região do Brejo e nenhum orgão toma as providências cabíveis.

Os condutores de carros e motos que trafegam por estas estradas vivem em alerta total, para que outros acidentes sejam evitados e vidas sejam poupadas.

Há cerca de 10 dias, outro cavalo solto na pista provocou um acidente que por pouco não tirou a vida de uma funcionária das Bancas Boa Sorte, quando a mesma seguia de mototaxi e ao passar pelo Distrito Industrial de Guarabira foi arremeçada longe da moto depois de atropelar o animal. No final da tarde desta segunda (18), por pouco os repórteres e irmãos Juka Martins e Jaceline Marques, também não se envolveram noutro acidente com animais, também na Ladeira do Maribondo, quando dois jumentos saíram correndo de dentro do mato e atravessaram a rodovia correndo. Por fração de segundos, o carro não bateu nos animais.

Fica aqui o apêlo, em nome dos condutores, para que as autoridades competentes possam começar um trabalho que vise retirar os animais das rodovias que ligam as cidades da região.

Portal Mídia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios