Brasil

Justiça condena Band após comentário negativo de Datena sobre ateísmo

datena3
A Justiça Federal de São Paulo condenou a TV Bandeirantes a prestar esclarecimentos à população sobre a “diversidade religiosa e a liberdade de consciência e de crença no Brasil” devido a um fato ocorrido em 2010, quando José Luiz Datena relacionou um crime bárbaro ao ateísmo, informou o site da Procuradoria da República em São Paulo.
Crédito:Divulgação
Comentário do apresentador causou condenação à emissora
No entendimento da Justiça, “a liberdade de expressão, garantida pela Constituição Federal, não pode se sobrepor a direitos fundamentais como a liberdade de crença e de convicção. Todos têm o direito de ter uma crença religiosa ou de adotar o ateísmo, e a liberdade de manifestação de pensamento, sob o ponto de vista da comunicação social, não pode promover a ofensa a esse direito”.
Durante reportagem sobre o fuzilamento de um garoto, em 2010, Datena fez comentários preconceituosos a respeitos dos ateus, relacionando crimes às pessoas que não acreditam em Deus. “Um sujeito que é ateu não tem limites, e é por isso que a gente vê esses crimes aí”, afirmou.
Com a condenação, a Band terá que exibir em rede nacional, durante o programa “Brasil Urgente”, quadros informando à população sobre diversidade religiosa e liberdade de consciência e de crença no Brasil. Caso não cumpra a determinação, a emissora pagará uma multa diária de R$ 10 mil.À IMPRENSA, a assessoria de imprensa da emissora informou que ainda não foi notificada, mas que pretende recorrer da sentença.

Portal IMPRENSA

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios