Destaques

Juros no cartão causam perda no poder de compra do pessoense

Um estudo realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em parceria com o Serviço de proteção de Crédito (SPC) Brasil, calculou a perda do poder de compra das 27 capitais brasileiras, somente devido aos juros pagos pelo cartão de crédito em atraso. Em João Pessoa, se somados todos os juros pagos durante dois anos, a população poderia pagar combustível suficiente para circular por 63,4 mil km em um automóvel.

Segundo a pesquisa, 77% dos brasileiros utilizaram cartão de crédito ao menos uma vez nos últimos 12 meses. As taxas de juros do cartão de crédito rotativo são altas, em média de 337% ao ano, ou 13% ao mês, de acordo com o Banco Central.

Segundo a CNDL, em fevereiro de 2019, o valor médio das faturas de cartão de crédito dos brasileiros foi de R$ 897,57. Tomando como base a taxa média do cartão de crédito rotativo e uma fatura no valor médio resultaria em juros de cerca de R$ 117, caso fosse atrasada em um mês.

Caso esse atraso perdure, o crescimento é exponencial, gerando juros na seguinte ordem:

1 mês: R$ 117

3 meses: R$ 400

6 meses: R$ 978

12 meses: R$ 3.025

24 meses: R$ 16.241

Tomando esses valores como referência, a pesquisa utilizou o preço da cesta básica na Capital em julho deste ano, disponibilizado pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos; o preço médio do combustível, também em julho, disponibilizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e relacionado com o consumo médio do carro mais vendido no Brasil no primeiro semestre de 2019; e por último, o preço do saco de cimento, de 50kg, cedido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), referente a junho de 2019.

Aplicando os valores de juros com o valor médio da fatura, tendo como referência o que toda a população de João Pessoa gastaria de juros em três, seis, 12 e 24 meses, poderia ser comprado:

3 meses: 1 (uma) cesta básica, combustível para andar por 1,6 mil km e 20 sacos de cimento de 50kg.

6 meses: 2,5 cestas básicas, combustível para andar por 3,8 mil km e 48 sacos de cimento de 50kg.

12 meses: 7,8 cestas básicas, combustível para andar por 11,8 mil km e 148 sacos de cimento de 50kg.

24 meses: 42,1 cestas básicas, combustível para andar por 63,4 mil km e 792 sacos de cimento de 50kg.

Confira o infográfico:

MaisPB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios