Destaques

Junho têm queda de 19,36% nas vendas de novos

junho-tem-queda-de-1936-nas-vendas-de-novos.jpg.280x200_q85_cropE segue o calvário do setor automotivo brasileiro em 2015. As vendas de veículos caíram 20,7% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o ano passado, segundo dados da Fenabrave, a federação dos concessionários. Se analisarmos apenas o mês de junho, a queda foi de “apenas” 19,36% em comparação com o mesmo período de 2014. É o pior resultado para o período desde 2007, quando 1.082.257 unidades foram vendidas. Foram emplacados 1.318.985 carros, caminhões e ônibus entre janeiro e junho contra 1.662.837 em 2014.

Diante disso, a Fenabrave decidiu revisar pela segunda vez, para baixo, as projeções de vendas no ano. No começo do ano, a previsão era de 10% de queda nas vendas sobre 2014. Em maio, foi revisada para 18,9% e agora passa para 23,9%, estimando um total de 2.662.857 veículos emplacados, 834 mil a menos do que no ano passado.

Para automóveis e comerciais leves (furgões e picapes), a baixa prevista é de 23%, totalizando 2.563.126. Segundo Alarico Assupção, presidente da Fenabrave, “o Brasil perde um México este ano, em relação ao volume (de vendas de carros)”. Ele compara o que deixará de ser vendido neste ano, segundo a projeção, com o total de emplacamentos de carros que o mercado mexicano teve em 2014. Brasil e México disputam a supremacia em produção de veículos na América Latina, mas, em vendas, o mercado brasileiro ainda é bem maior, daí a comparação.

Para caminhões e ônibus, o “tombo” deve ser ainda maior, de 41%, com 99.731 unidades. Se essa previsão se confirmar, 2015 também será o pior ano para a indústria automobilística desde 2007.

 

Junho têm queda de 19,36% nas vendas de novos

Jefferson Paiva

Com Click PB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios