Paraíba

João Pessoa chega a 428 anos erguendo paredões, mas mantendo o verde e preservando a história

201308051248360000001766A cidade de João Pessoa chega hoje aos 428 anos de fundação, sendo a terceira cidade mais antiga do Brasil, por ter nascido já como cidade. Por muitos anos foi considerado um dos municípios mais pacatos do Brasil, porém teve um crescimento muito grande da violência nos últimos anos, mas ainda sim mantém sua tranquilidade aparente.

Apesar da especulação imobiliária que ergue torres gigantescas espalhadas por vários pontos da cidade, João Pessoa ainda é uma das verdes do mundo. A Mata do Buraquinho, uma reserva de mata atlântica encravada numa área que sai do Centro até próximo da periferia, garante o ar puro e uma bela paisagem.

Ainda referente a natureza, o Parque Solon de Lucena, foi eleito pela população há alguns como o principal Cartão Postal da Capital paraibana. Com uma lagoa cercada de palmeiras imperiais e ipês amarelos que colorem a paisagem no inicio da primavera, o Parque é o maior centro comercial da cidade que mantém as principais lojas e bancos ao seu redor.

O litoral é um dos mais desejados do pais, por suas águas mornas e pela balneabilidade em praticamente todas as praias. Na orla, a legislação local proíbe a construção dos paredões, uma medida polêmica que divida opiniões, mas garante ventilação da praia ao centro.

Por ser uma das cidades mais antigas do Brasil, João Pessoa carrega consigo um rico acervo histórico e arquitetônico. Apesar do desprezo de alguns proprietários de casarões, que abandonaram seus prédios levando alguns deles as ruínas, o Centro Histórico do município é um dos mais preservados do Nordeste, tendo a Praça Antenor Navarro como ponto principal.

arte barroca estampada em algumas igrejas centenárias enriquece ainda mais esse acervo histórico, destacando-se o Mosteiro de São Francisco.

João Pessoa é enfim uma cidade média brasileira, de um povo muito acolhedor, com riquezas culturas e naturais e onde o sol nasce primeiro, característica essa que nem a violência, nem a especulação imobiliária podem tirar, já que somos o ponto mais oriental das américas.

Parabéns João Pessoa, pessoenses e a todos os paraibanos.

Marcos Wéric
WSCOM Online

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios