Destaques

IRÔNIA DO DESTINO? – Livros são jogados no lixão na terra que ensinou a Paraíba a ler

livros-jogadosA população de Cajazeiras, conhecida como a “cidade que ensinou a Paraíba a ler”, foi surpreendida, no final da manhã de hoje, com a demonstração de um verdadeiro descaso para com a educação. Centenas de livros didáticos foram jogados no lixão da cidade, sendo responsável pela “desova” algumas escolas do Estado, entre elas a escola estadual Monsenhor João Milanês.

Os livros de ciências, matemática, português, geografia, história e outras matérias, muitos ainda empacotados em embalagens plásticas, encaminhados pelo Programa Nacional do Livro Didático, do Ministério da Educação, foram jogados no lixo, mesmo existindo na cidade uma biblioteca pública que precisa e aceita a doação de livros, além de outras instituições que, inclusive, fazem campanha para receberem doações.

Todos os anos o Fundo nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE gasta 87 milhões de reais só com a reposição de livros didáticos nas escolas públicas, mas essa cifra parece que não conta na cabeça dos que fazem a educação do governo Ricardo Coutinho na cidade de Cajazeiras.

O caso está repercutindo negativamente, mas até agora, a regional de ensino não deu nenhuma explicação sobre o fato. O Ministério Público e a polícia também fizeram vista grossa. Pelo jeito, a cultura na terra da cultura, literalmente está jogada no lixo.

Em conversa exclusiva ao blogueiro Abrantes Junior, o motorista da caminhonete que levou os livros para serem jogados no lixão, o Neném, disse que teve seu veículo fretado por R$ 20,00 (Vinte Reais) pela diretora do Colégio Milanês, professora Maria de Fátima.

Expresso PB 
Com O Fuxico/Por Abrantes Junior

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios