EducaçãoSaude

Injeção controla, e até mesmo reverte, cegueira causada por diabetes

diabetes-300x200A epidemia do diabetes, ao contrário de outros surtos, é silenciosa. Pior do que isso, costuma ser aliada de doenças incapacitantes, como a retinopatia diabética (RD), principal causa de perda de visão entre pessoas com idade ativa. Sorrateira, a RD revela-se em estado avançado, quando a cegueira é iminente. Há, entretanto, uma boa notícia: dá para controlar — e até mesmo reverter — a complicação com uma substância que atua diretamente nos olhos. Apresentada neste mês em um congresso médico na capital da Colômbia, a estratégia, aliada à prevenção, pode evitar que muitos adultos percam a capacidade de enxergar.

Quanto mais tempo os pacientes — especialmente os negligentes com o tratamento — convivem com o diabetes, maiores a chances de perder a visão. Depois de 20 anos, quase todos os com o tipo 1 da doença metabólica e 60% dos acometidos pelo tipo 2 vão desenvolver a RD. Embora 80% dos casos possam ser evitados com mudança na dieta e com a prática de exercícios físicos, nem todo mundo evita o pior. A doença, inicialmente assintomática, manifesta-se inicialmente pela visão borrada e com manchas negras.

Quando isso ocorre, é difícil reverter o problema. A aflibercepte, substância ativa do Eylea, tem capacidade de recuperar essa perda de visão, segundo a farmacêutica Bayer. A droga não é necessariamente uma novidade. É usada para tratar outro problema de visão, a degeneração macular relacionada à idade (DMRI), principal causa de cegueira na velhice. Agora, começa a ser aplicada contra a RD em alguns países latinos, como Paraguai, Uruguai e Colômbia, e nos Estados Unido. A previsão é de que Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) libere as prescrições ainda neste ano.

 

Ciência e Saúde

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios