Destaques

Igreja suspende Bispo que fez casamento gay em Macéio, Alagoas

Bisbo-Fernandes-300x197Depois de celebrar, de forma inédita no Brasil, o casamento entre dois homens, em um salão de festas de Maceió, o bispo Fernando Antonio Sampaio Pugliese foi afastado das atividades da Igreja Católica Apostólica Brasileira.
A decisão de suspensão de ordem foi publicada no site oficial da instituição e vai ser encaminhada ao religioso por meio de correspondência. A diocese de Maceió reagiu com perplexidade, classificando a atitude do bispo como pura desobediência. Mesmo sem ser informado oficialmente, Fernando Pugliese diz que acionará a Justiça.
Por força do decreto, o bispo está proibido de celebrar missas e todos os demais sacramentos, pregar publicamente em nome da Igreja Católica Brasileira até que o caso seja analisado pelo Superior Tribunal Eclesiástico, onde ele deve apresentar a defesa no prazo de 30 dias, a contar da data que receber a correspondência. Além da suspensão, a diocese ainda destituiu Pugliese dos compromissos e encargos que ele ocupava no clero da capital. A decisão é assinada pelo bispo diocesano de Maceió, dom Walber Rommel Coêlho Galvão Barros.
De acordo com ele, padres e bispos da Igreja no Brasil ficaram constrangidos com a celebração do casamento gay e exigiram uma punição imediata. “Houve desobediência à doutrina da Igreja e todo episcopado está abatido e chocado, pois não esperava uma atitude dessas de um homem que sempre teve suas convicções respeitadas, independentemente de não serem unânimes”, avalia dom Walber.

Gazeta de Alagoas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios