Destaques

Hospitais da PB oferecem riscos a pacientes e à Medicina, diz CRM

Faltam medicamentos, insumos, equipamentos, estrutura adequada e profissionais contratados e escalados para trabalhar nos principais hospitais públicos da Paraíba. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (5), durante entrevista coletiva, pelo Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB). Segundo a autarquia, mais de 60% das unidades tinham materiais insuficientes para procedimentos e tratamentos.

Foram fiscalizadas 118 unidades de saúde públicas no estado e os dados foram apresentados no Dossiê da Saúde Pública Paraibana, elaborado a partir das fiscalizações realizadas pelo órgão nesses primeiros cinco meses de 2019. O registro ressalta que os principais problemas nas unidades são a falta de materiais e os riscos ao exercício da Medicina.

As inconformidades encontradas pelo Departamento de Fiscalização foram divididas em quatro parâmetros: número insuficiente de médicos, insumos e medicamentos insuficientes; deficiências estruturais graves; e risco ao exercício da medicina e à segurança do paciente.

De acordo com o levantamento, 63,6% dos hospitais e maiores serviços de saúde fiscalizados oferecem risco ao exercício da medicina e à segurança do paciente, por graves inconformidades, como falta de médicos e de recursos materiais básicos. O dossiê mostra ainda que 54,5% destas unidades têm número insuficiente de médicos, 59,1% apresentam insumos e medicamentos insuficientes e 36,4% possuem deficiências estruturais graves.

Já o risco ao exercício da Medicina fica por conta da escala ou falta de recursos materiais e hospitais com número insuficientes de médicos (escalas incompletas em pelo menos um serviço). O documento revela também que a situação caótica foi observada nas categorias: clínica geral, cirurgia, pediatria, maternidade e oncologia. “A saúde pública está à beira do colapso”, disse o presidente do Conselho, Roberto Magliano de Morais.

Luana Menezes e Amanda Gabriel

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios