policial

Homem é suspeito de matar filha e ocultar cadáver na PB

Casos-de-policia1Um homem está sendo procurado pela polícia, suspeito de matar a tiros a filha de 17 anos em Barra de Santana, no Cariri paraibano. O corpo da jovem foi encontrado em estado de putrefação em um matagal neste sábado (20). Segundo a delegada Renata Dias, a polícia ainda não sabe o que motivou o crime. As informações preliminares são de que não houve violência sexual ou agressão física à vítima.

A garota estava desaparecida desde a última quarta-feira (17), por volta das 17h30. Conforme a polícia, ela e o pai saíram de casa em uma moto para ir ao supermercado na cidade de Queimadas. Pouco depois, o homem voltou para casa sem a filha e teria alegado que não sabia onde ela estava.

As imagens das câmeras internas de segurança do estabelecimento foram analisadas pela polícia, mas o suspeito e a vítima não foram vistos no local indicado pelo pai. Neste sábado, o homem teria chamado o filho para dar um passeio e indicou a este o local onde a vítima estaria.

“O filho nos contou que ao chegar próximo a um matagal ele apontou dizendo onde a jovem estaria. Quando fizemos buscas, o corpo foi encontrado em uma mata de 1,5m de altura, dificilmente acharíamos tão cedo se não fosse a informação dele. Enquanto eram realizadas as buscas, ele desapareceu e não foi mais encontrado”, contou a delegada Renata Dias. A família relatou à polícia que o homem estava ultimamente sob efeito de medicação antidepressiva.

Inicialmente, a polícia acredita que não houve nenhum tipo de violência contra a vítima. “O corpo foi encontrado em estado de putrefação, com marcas de dois tiros, no tórax e crânio. Foi requisitado exame de conjunção carnal, mas a indicação preliminar do legista é de que não houve violência sexual nem agressão física”, disse a delegada.

Foram realizadas buscas, mas até as 9h40 deste domingo (22) o suspeito não foi encontrado. O corpo da vítima foi encaminhado para perícia no Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande.

Da Redação com G1PB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios