Destaques

Haddad minimiza declarações de Cid

O candidato Fernando Haddad tentou minimizar nesta terça-feira as declarações do senador Cid Gomes, importante aliado da centro-esquerda, que previu sua derrota para o adversário de extrema direita Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais por causa da falta de de autocrítica do PT.

“O PT tem que fazer um mea culpa, tem que pedir desculpas, ter humildade e reconhecer que fez muitas besteiras”, declarou na noite de quinta-feira, em Fortaleza, o irmão de Ciro Gomes, o candidato do PDT, que ficou em terceiro lugar no primeiro turno com 12,5% dos votos.

“Porque fizeram muita besteira, porque aparelharam as repartições públicas, porque acharam que eram dono de um país, e o Brasil não aceita ter dono, é um país democrático”, acrescentou.

Quando um petista presente reclamou das declarações, Cid respondeu: “Pois tu vai perder a eleição. Não admitir um mea culpa, não admitir os erros que cometeu, isso é para perder a eleição e é bem feito. É bem feito perder a eleição”.

Vaiado pelos petistas, que gritaram o nome do ex-presidente Lula, Cid disparou: “Lula o quê? O Lula está preso, babaca. O Lula tá preso. E vai fazer o que? Babaca, babaca. Isso é o PT. E o PT desse jeito merece perder”.

O vídeo com o bate-boca viralizou na rede.

Haddad tentou minimizar as declarações de Cid Gomes.

“Uma coisa meio acalorada, não vou ficar comentando isso até porque eu tenho uma amizade com o Cid, ele fez elogios à minha pessoa”, declarou à imprensa em São Paulo.

O PDT anunciou depois do primeiro turno apenas um “apoio crítico” a Haddad.

AFP

Com Mais PB

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios