Educação

Funcionário chamado de “veado” por gerente ganha indenização de R$ 5 mil

001Um trabalhador de Sábara, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), entrou na Justiça contra um gerente de um supermercado da região que o chamava de “veado” e ainda fazia piadas com relação a sua orientação sexual.

Dentre as gozações, o funcionário ouvia que se tivesse ficado “mais um minuto na barriga da mãe, nasceria menina”

O TRT-MG (Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais), em segunda instância, estipipulou o valor de R$ 5 mil, que deverão ser pagos ao funcionário por dano moral.

“A relação preconceituosa feriu a dignidade, a imagem, a tranquilidade de espírito e a liberdade individual do funcionário”, afirmou José Murilo de Morais na sentença.

 

por Davi Lambertine

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios