Paraíba

Falta de água teria levado empresa a dar férias coletivas a 4 mil funcionários na Paraíba

Alpargatas Campina Grande
Alpargatas Campina Grande

Empregados da Alpargatas disseram nesta terça-feira (26) que cerca de 4 mil funcionários da empresa terão férias coletivas de 1 a 15 de junho em Campina Grande e um dos motivos seria o racionamento de água na cidade. Em nota, a Alpargatas não deu detalhes do caso e disse apenas que as férias coletivas ocorrem para “adequação da produção à demanda de mercado”. O assunto está repercutindo nas redes sociais e grupos de WhatsApp e, entre os comentários, citam que a Embratex/Coteminas também teria tomado a mesma iniciativa.

Na Alpargatas, funcionários disseram que os motivos seriam as vendas fracas e o estoque parado, o que motivou a paralisação da produção por 15 dias. Outro assunto levantado foi a falta de água na cidade, que estaria prejudicando a produção das fábricas na região. A empresa tem 11 mil funcionários em unidades instaladas nas regiões de João Pessoa e Campina Grande.

Por meio de nota, a Alpargatas informou que “está concedendo férias coletivas aos empregados das unidades de Campina Grande e Alagoa Nova, em virtude da adequação da produção à demanda de mercado”. Não foram repassados mais detalhes, como se a crise hídrica seria um motivo ou quantos funcionários estão saindo em férias.

Quanto à Embratex/Coteminas, também citada em comentários de internautas pela mesma situação, a direção da empresa não foi encontrada para comentar o caso.

Campina Grande e outras cidades próximas, da mesma região, são abastecidas pelo açude de Boqueirão, que tem cerca de 20% da capacidade total de armazenamento.

Devido à falta de chuvas e a baixa nesse reservatório, o racionamento vai ser expandido na cidade, que já fica sem água nas torneiras por dois dias na semana.

 

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios