Educação

Explosivo é retirado de segurança de carro forte; PC vai investigar caso

policia

Um segurança de um carro forte foi abandonado na entrada da Usina São João no município de Santa Rita após ser sequestrado quando estava abastecendo os caixas do Hospital Universitário de João Pessoa (HU), na manhã desta segunda-feira (4). O veículo foi explodido pelos bandidos.

De acordo com a assessoria da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista chegou ao órgão com um explosivo na cintura – que pode ser uma bomba – colocado pelos assaltantes após explodirem o carro forte.

Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar esteve no local e conseguiu retirar a possível bomba do corpo da vítima. Segundo Anderson Poddi, assessor da PRF, o artefato (material explosivo) teve quer ser detonado várias vezes com o objetivo de garantir a segurança das pessoas.

O motorista informou aos policiais rodoviários que a família dele foi mantida refém desde noite de domingo (3). Os bandidos obrigaram a vítima a trabalhar normalmente na empresa Preserve (empresa que faz segurança de carros fortes). Durante o abastecimento dos caixas do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HU), bandidos – fardados com mesmo uniforme da vítima- conseguiram levar o veículo com o motorista e todo dinheiro do carro forte.

Após algumas horas, a vítima foi abandonada na entrada da Usina São João no município de Santa Rita. Após ser abandonado, ele conseguiu pegar uma carona até a PRF do posto de Bayeux. O motorista teve a identificação preservada.

A Polícia não tem pista dos acusados. A quantidade roubada pelos bandidos também não foi informada pelas autoridades

Por Priscila Andrade

Poral Correio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios