Destaques

Exército inicia visitas de combate ao Aedes aegypti na Paraíba

exercito_no_combate_ao_mosquito-foto-divulgacaoOs moradores da grande João Pessoa e Campina irão receber a visita de integrantes do Exército Brasileiro, a partir desta semana, para verificar a existência de focos do mosquito Aedes aegypti. O trabalho será realizado nos turnos da manhã (das 7h30 às 11h30) e à tarde (das 13h30 às 17h30), com a participação de 155 militares do 1º Grupamento de Engenharia, o 15ºBIMTZ, 16º RCMEC e 31ºBIMTZ. Na Grande João Pessoa começa nesta terça-feira (5) e em Campina no dia 7, quinta-feira.

Para alguns municípios que formam a grande João Pessoa (Capital, Cabedelo, Bayeux e Santa Rita) foram designados 95 militares e para atuar em Campina Grande foram sessenta. Eles estarão apoiando o trabalho realizado rotineiramente pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e pelos Agentes Comunitários de Endemias (ACE) nas vistorias às residências e a terrenos baldios públicos e particulares.

Em João Pessoa, 50 homens vão se concentrar no Grupamento de Engenharia, às 7h30, e de lá seguirão para o bairro do Bessa; em Santa Rita, serão 20 homens que sairão do 16º Regimento de Cavalaria Mecanizado (RCMec) e as visitas ocorrerão no bairro de Tibiri II.

Já em Bayeux, serão 15 homens que se concentrarão também no 16º RCMec e de lá seguirão para o Bairro da Imaculada. No município de Cabedelo serão 10 homens que se concentrarão no Grupamento de Engenharia e as visitas acontecerão na Comunidade Jardim América.

Para operacionalizar os trabalhos, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) distribuiu, nesta segunda-feira (04), kits de combate ao mosquito (bolsa, caneta, prancheta para os registros das visitas e tubos para a coleta das larvas) para os integrantes do Exército. Para João Pessoa foram entregues 50 kits, mais 20 para Santa Rita, 15 para Bayeux e dez para o município de Cabedelo.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (SES), o apoio da população, facilitando a entrada das equipes nas casas para a verificação da existência de focos, é muito importante. As equipes de fiscalização serão compostas por um militar e dois agentes. A iniciativa faz parte do Plano Estadual de Combate ao Aedes, que está sendo desenvolvido pelo Governo do Estado em parceria com o Governo Federal e Prefeituras Municipais.

O Plano foi lançado em dezembro de 2015 pelo Governo do Estado. O projeto segue a proposta central do Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, que tem o objetivo de eliminar todos os focos do vetor que transmite o vírus da dengue, chikungunya e zika, está prevista a visitação de 100% dos imóveis do país. Na Paraíba, a estimativa é de que há 1 milhão e 100 mil imóveis urbanos.

De acordo com a web conferência realizada pelo Ministério da Saúde, os municípios que não tiverem o quantitativo suficiente de agentes para visitar todos os imóveis, nos meses de janeiro e fevereiro, devem informar à Sala de Situação Estadual para avaliação e providências junto ao Ministério, pelo email: saladesituacao@saude.pb.gov.br

 

 

 

Com  Click  PB

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios