Destaques

Enem tem adesão das 59 universidades federais do país

201309241214300000002462Quinze anos após a criação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e cinco anos depois de sua transformação em vestibular, pela primeira vez todas as 59 universidades federais do país vão adotar a prova como processo seletivo – ou parte dele – de novos alunos. Mesmo com histórico de graves falhas, o Enem se consolidou e atingiu o recorde de 7,1 milhões de inscritos neste ano.

De 2010 para o primeiro semestre de 2013, o número de vagas no ensino superior disponíveis para quem prestou o Enem cresceu quase três vezes, chegando a 129.319 cadeiras, todas em instituições públicas.

A adesão ao exame deve avançar mais. Onze federais que utilizam o Enem como parte do processo seletivo já manifestaram interesse oficial em aderir em 2015 ao Sisu (Sistema de Seleção Unificada), plataforma digital que reúne as vagas.

“A aceitação em relação ao exame aumentou. Mas o desafio logístico ainda é grande, tanto que ainda não se consegue fazer duas edições por ano”, afirma Reynaldo Fernandes, ex-presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão ligado ao MEC (Ministério da Educação) e responsável pela prova.
Últimas a aderirem

Só neste ano a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) resolveu acabar com seu vestibular para aderir ao Sisu no processo seletivo de 2014. Na ocasião, o reitor da UFMG, Clélio Campolina, justificou a escolha pela redução de custos para os candidatos. “A seleção pelo Sisu é democrática, elimina custos para os candidatos e oferece igualdade de oportunidades a todos”, disse.

A UnB (Universidade de Brasília) é uma das instituições federais que decidiu aderir ao sistema neste ano. Para preencher metade de suas vagas (2.110) a instituição usará como critério de seleção apenas a nota no exame nacional.

Também a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) decidiu este ano oferecer metade de suas vagas pelo Sisu este ano.
Enem 2013

As provas acontecerão nos dias 26 e 27 de outubro, o exame começará às 13h (horário de Brasília).

No primeiro dia, serão aplicadas as provas de ciências humanas e ciências naturais e o aluno terá 4 horas e 30 minutos para realizar a prova. No segundo dia, serão aplicadas as provas de linguagens e códigos, de matemática e a redação e o candidato terá 5 horas e 30 minutos.


Uol

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios