Destaques

Em missa celebrada no Crescer, Dom Aldo recomenda: “é preciso ser família, não apenas ter”

em-missa-celebrada-no-crescer-dom-aldo-recomenda-e-preciso-ser-familia-nao-apenas-ter.jpg.280x200_q85_cropA Santa Missa de encerramento do primeiro dia do Crescer – O Encontro da Família Católica foi celebrada no final da tarde deste domingo, 10, no ginásio do Clube Campestre, em Campina Grande, pelo arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto. O arcebispo, que sempre faz questão de descer do palco e fez a homilia bem próximo do público que lotou o ginásio, começou pedindo às pessoas que não fiquem na superficialidade, na mediocridade e pensem no que podem fazer pela sua família e, mais ainda, o que podem fazer pela sua cidade, pelo seu bairro. “É preciso ser família, não apenas ter”, recomendou o arcebispo.

Dom Aldo fez críticas à programação de baixa qualidade das emissoras de TV, citando como exemplo os realitys shows, onde se brinca com uma coisa muito importante que é o amor. “Deve ser obrigação de todos e de cada um de nós servir, crescer juntos, defender a vida e a família”, afirmou o arcebispo, recomendando que as pessoas sejam perseverantes na fé e confiantes na palavra. Ele ainda aproveitou para agradecer o convite para participar mais uma vez do Crescer e parabenizou os organizadores pela escolha do tema, Fé na Família, segundo ele, adequada por 2013 se tratar do Ano da Fé, proclamado pelo Papa Bento XVI e que teve início em 11 de outubro do ano passado.

Dom Aldo também agradeceu ao prefeito Romero Rodrigues, que esteve presente à Santa Missa, pela ajuda que a Prefeitura de Campina Grande para promover mais um Crescer, que neste ano chega a sua 16ª edição. Depois da celebração, que faz parte da programação do Crescer na Fé, teve início no salão de festas o Crescer na Alegria, com Luceana Ribeiro e participação de Luceana Ribeiro. A programação da tarde começou a pregação do bispo de Camaçari-BA e presidente da Comissão Episcopal da CNBB

(Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) para a Vida e a Família, Dom João Carlos Petrini, sobre o tema “A igreja promotora de novas famílias para a sociedade”.

Na pregação, Dom Petrini chamou atenção para o fato das crianças estarem crescendo sem conhecer quase nada de religião e é preciso mudar essa situação para que possa se pensar na família do terceiro milênio. Nos intervalos da programação da tarde, entre a pregação e a missa, no ginásio do Clube Campestre, a animação ficou por conta de Teto Elétrico.

Click PB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios