Educação

EM ESCOLA – Adolescente suspeita de matar colega se entrega à polícia

Luana Vieira Gregório teria sido morta porque passou perfume na sala de aula e irritou colega
Luana Vieira Gregório teria sido morta porque passou perfume na sala de aula e irritou colega

A adolescente de 16 anos suspeita de matar uma colega de escola a facadas se entregou à polícia no início da noite de sexta-feira (13). Outra jovem, de 18 anos, amiga da adolescente, também foi até a delegacia e confessou que participou da briga.

Luana Vieira Gregório, de 15 anos, levou uma facada no abdômen na frente da Escola Estadual José Ferreira Barbosa, na Vila Bourdon, em Campo Grande (MS), no final da manhã de quarta-feira (11). Uma colega tentou ajudar Luana e também ficou ferida.

A confusão foi registrada e as cenas mostram que diversos alunos fizeram uma roda para ver as adolescentes brigarem e apenas um professor tentou separar a briga. O motivo do crime seria que Luana passou perfume dentro da sala de aula, o que irritou a outra estudante, de 16 anos. No entanto, depoimentos revelam que as duas discutiam com frequência.

Na delegacia, a garota de 16 anos e a amiga dela, de 18 anos, confessaram o crime, mas afirmaram que estavam se defendendo. A adolescente vai responder pelo ato infracional que corresponde ao crime de homicídio doloso, quando existe a intenção de matar. Já a amiga, apontada como coautora, foi indiciada pelo mesmo crime. Elas vão responder ao processo em liberdade.

O corpo de Luana Vieira Gregória foi enterrado na tarde da última quinta-feira (12), mesmo dia que o filho dela completou um ano. Ela cursava o 9º ano do Ensino Fundamental.

Expresso PB
 Com Mais PB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios