Municípios

EM BELÉM – Presidente da Câmara não cumpre compromissos com colegas e pode estar com seus dias contados no comando do legislativo

João_PerninhaOs bastidores da Câmara Municipal de Belém, cidade do brejo paraibano, vive momentos de ebulição política entre os que integram aquela casa, não muito diferente do clima vivido pela cidade em se tratando da política local. Na verdade, o que vem acontecendo na Câmara de Vereadores é reflexo da cena política atual do município.

Informações privilegiadas obtidas peloExpresso PB dão conta de uma insatisfação generalizada dos vereadores com o Presidente do Legislativo, o Vereador João Perninha.

Tendo feito de tudo para se eleger presidente da casa, Perninha assumiu compromissos com os vereadores que não está conseguindo cumprir o que está deixando a situação do presidente bastante complicada.

Segundo uma fonte, circula nos bastidores uma movimentação estranha entre alguns vereadores que pode resultar com um pedido de CPI para analisar a fundo a aplicação dos recursos repassados para o poder legislativo. Como em Belém a ‘onda’ de CPI está em alta, não duvidem da instalação da “CPI do Legislativo”.

A insatisfação parte principalmente dos quatro vereadores de oposição e de um do PMDB que sufragaram o voto em Perninha, este último se arriscou em defesa de Perninha ao ponto de enfrentar o Prefeito Edgar para votar em João, mas até o presente momento não teve o reconhecimento devido e ‘prometido’, segundo a fonte.

O não cumprimento dos compromissos por parte do Vereador Perninha pode lhe custar o mandato e até mesmo sua elegibilidade, já que em sendo instalada uma CPI, comprovando supostas irregularidades que os ‘insatisfeito’ dizem ter, o mandato de Perninha, não só de presidente da casa, mais também de Vereador, seriam cassados o que além de fazê-lo perder o mandato ainda o tornaria inelegível e o deixaria cheio de explicações judiciais.

Em se confirmando essa possibilidade e considerando que a oposição tem 4 votos na casa e a situação 5 votos certos Perninha seria cassado quase que por unanimidade, conjectura dada praticamente como certa já que, segundo a fonte, o grupo da situação ainda não engoliu o que eles chamaram de “traição” por parte de Perninha.

A união entre a bancada de oposição e situação para ‘fritar’ o presidente da Câmara não é tarefa difícil já que nos bastidores existe uma articulação silenciosa para união dos grupos no futuro, na câmara apenas seria antecipada.

Perninha que se cuide, pois caso o mesmo não haja rápido para conter a insatisfação dos colegas, poderá ser surpreendido com um golpe fatal em sua carreira política.

 Expresso PB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios