Destaques

Donos de cursinho somem e polícia investiga golpes de pelo menos R$ 300 mil

16580336280003622710000Pelo menos 10 ex-funcionários do cursinho Solaris, preparatório para concursos públicos, denunciaram nesta terça-feira (29) quatro sócios-proprietários do empreendimento, acusando-os de golpes que, em uma estimativa inicial, somam pelo menos R$ 300 mil, segundo apuração da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa, onde o caso foi registrado.

De acordo com o delegado Lucas Sá, que coordena as investigações do caso, de maio para outubro deste ano as oito unidades do cursinho, distribuídas por João Pessoa, Campina Grande, Santa Rita e Natal (RN) foram fechando de maneira inesperada.

“Nem mesmo os funcionários foram avisados. A denúncia diz que a empresa não cumpriu contratos, deixou de pagar empregados, fornecedores e não devolveu dinheiro de alunos por aulas que não ocorreram”, disse o delegado.

Os responsáveis pelo cursinho não foram localizados até o fechamento desta matéria. De acordo com Lucas Sá, eles têm até 30 dias para comparecer voluntariamente à delegacia, na Central de Polícia Civil da Capital, para prestar depoimento e fornecer a versão deles sobre a possível fraude.

“Os sócios poderão responder por estelionato, apropriação indébita previdenciária e associação criminosa, podendo cumprir 13 anos de prisão”, concluiu o delegado.

 

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios