Paraíba

Direção de presídio encontra 36 celulares e instaura sindicância para apurar facilitação

Produtos apreendidos na prisão
Produtos apreendidos na prisão

A direção do Presídio de Segurança Máxima Raymundo Asfora, localizado no município de Campina Grande, instaurou nesta terça-feira (16), uma sindicância com o objetivo de investigar a facilitação de equipamentos eletrônicos na casa de detenção, bem como, os responsáveis pela entrada irregular dos produtos.

 

Ainda nesta terça-feira (16), uma Operação ‘Pente Fino’ detectou na penitenciária, 36 celulares, 32 espetos e 06 cachimbos artesanais, além de carregadores e fones de ouvidos.

121617,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0De acordo com o diretor do presídio, Anselmo Vasconcellos Costa, a suspeita é de que o material encontrado tenha sido entregue aos apenados, há vários meses, tendo em vista as condições dos produtos. “Os celulares são antigos e os espetos estão enferrujados. Acreditamos que esses materiais tenham sido encaminhados aos presidiários há algum tempo”, informou Anselmo Vasconcelos.

A ação de segurança foi motivada após tentativa de fuga de três detentos registrada nesta segunda-feira (15). Participaram da Operação ‘Pente Fino’ agentes do Grupo Penitenciário de Operações Especiais (GPOE), integrantes da Força Tática Penitenciária e do Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar (Bope).

 

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios