Municípios

Diocese de Guarabira adere a campanha de combate a corrupção proposta pelo MPF

dom-lucena-300x169O Ministério Público Federal (MPF) começou a colher, em todo o Brasil, assinaturas de cidadãos que apoiam dez medidas para aprimorar a prevenção e o combate à corrupção e à impunidade. Em Guarabira, o Procurador-Chefe do Ministério Público Federal na Paraíba, Rodolfo Alves Silva, recebeu o apoio da Diocese de Guarabira através do Bispo Dom Francisco Assis Dantas de Lucena e todos os padres e diáconos, que participaram da reunião do clero nesta terça-feira, 24, na cúria diocesana.

Segundo Rodolfo Alves, as propostas de alterações legislativas buscam evitar o desvio de recursos públicos e garantir mais transparência, celeridade e eficiência ao trabalho do Ministério Público brasileiro com reflexo no Poder Judiciário. A íntegra das medidas e a ficha de assinatura estão disponíveis no site www.10medidas.mpf.mp.br.

Click abaixo e ouça o Procurador- Chefe do MPF sobre parceria com a Diocese de Guarabira: 

DR. RODOLFO ALVES

O MPF tem como objetivo coletar 1,5 milhão de assinaturas para apresentar o projeto de lei de iniciativa popular ao Congresso Nacional. O cidadão pode procurar a unidade do MPF mais próxima de seu domicílio para assinar a ficha de apoiamento ou imprimir a ficha a partir do site, coletar dados e assinaturas e depois entregar em uma sede do MPF ou enviar pelo correio para o endereço da Força-Tarefa Lava Jato em Curitiba: Procuradoria da República no Paraná, Rua Marechal Deodoro, 933 – Centro, Cep 80060-010 – Curitiba/PR.


MPF 02
As medidas buscam, entre outros resultados, agilizar a tramitação das ações de improbidade administrativa e das ações criminais; instituir o teste de integridade para agentes públicos; criminalizar o enriquecimento ilícito; aumentar as penas para corrupção de altos valores; responsabilizar partidos políticos e criminalizar a prática do caixa 2; revisar o sistema recursal e as hipóteses de cabimento de habeas corpus; alterar o sistema de prescrição; instituir outras ferramentas para recuperação do dinheiro desviado.

Dom Lucena informou que a Diocese de Guarabira apoiará a campanha e pediu que todos os padres mobilizem suas paróquias a fim de garantirem um bom número de assinaturas. “É nossa obrigação ajudar na construção de uma cultura de justiça social”, advertiu o Bispo.

Rafael San/Pascom/MPF

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios