Educação

Dilma anuncia gastos ‘sem limite’ para conter efeitos da seca no Nordeste

201306030559390000004112A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta segunda-feira (3), em Natal, a criação do Plano Safra do Semiárido, que será voltado aos produtores do Nordeste. Ela afirmou que o governo irá gastar quanto for necessário, sem limite, em obras e ações contra os efeitos da seca. Sem dar muitos detalhes, a presidente disse que a ideia é garantir a produção na região, que sofre com a maior seca dos últimos 50 anos.

“Temos que dar garantia produtiva aqui no Nordeste. E agora vamos regionalizar um plano só para o semiárido nordestino, para garantir que a cada vez que a seca ocorre, as pessoas não percam toda sua criação, não tenham do que viver, e o governo federal não tenha também de, no meio ou na entressafra, importar do sul do país, da Argentina e do Uruguai, milho para abastecer o Nordeste.”

O Plano Safra 2012/2013 tem recursos previstos de R$ 22,3 bilhões para garantir assistência técnica e extensão rural, crédito, cobertura de renda, garantia de preços, comercialização e organização econômica.

A presidente disse ainda que não haverá limite para investimento de obras contra os efeitos da longa estiagem. “Não hesitarei em gastar dinheiro federal nessa questão. Mas só atuamos em parceria. Não olho qual o partido, qual o time de futebol, qual a religião. O que me interessa é que eu, prefeitos e governadores fomos eleitos pelo voto popular.”

A presidente Dilma também anunciou que, junto com o plano, as dívidas dos produtores “serão equacionadas.” O pedido era uma das principais reivindicações dos produtores regionais, que criticam a perda de propriedades dadas como garantia para pagar os débitos.

Cuidado e carinho

“Podem ficar tranquilos, que na questão da dívida teremos boas novidades”, disse. “Nós temos todas as condições. Precisamos do aumento da consciência de que, se não reservar um pouco, não vai ter proteção, mas nós vamos dar estrutura, assistência técnica e dinheiro para isso. Vamos tratar também das ações emergenciais.”

Dilma ainda afirmou que todo o governo federal está voltado para a questão dos impactos causados pela seca. “Todos os ministros olham com muito cuidado e carinho a questão da evolução da seca. Os nordestinos em geral, os potiguares em particular, vão continuar recebendo todo o apoio.”

“Obras estruturantes, combinadas com a ação conjunta com governo e prefeituras, vão nos ajudar a superar a ideia de que a seca é uma tragédia. Vamos demonstrar que o brasileiro, sobretudo o nordestino, é capaz de tudo. Vamos mostrar que o homem é capaz de vencer essas condições climáticas”, disse.

Durante visita da presidente a Natal, 149 prefeitos potiguares assinaram o termo de doação de 250 equipamentos, sendo 201 retroescavadeiras e motoniveladoras dadas pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário. Dilma anunciou obras hídricas e rodoviárias para o Rio Grande do Norte.

 

UOL

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios